Buscar no Site:       Procenge        
Contato Sobre CyberArtes Acervo Encontrei por Aí Dicas & Curiosidades Aprenda Mais Artista da Semana Home

 

[ 161 ]

Valdonês

Tamanho da Letra: Normal +1 +2 +3 Fundo Branco Fundo Preto


Valdonês
Além de temas líricos, Portinari dedicava-se ao tema social. Preocupado que essa questão, foi um dos maiores retratistas da situação social do trabalhador brasileiro. Em seus quadros, aumentava o tamanho das figuras de trabalhadores, emprestando a idéia de um homem mais forte. Com isso, esperava ajudar na valorização do trabalhador brasileiro. Essa foi a primeira percepção que tive ao olhar os trabalhos de Valdonês dos Santos Ribeiro, na Galeria Arte em Si, no Shopping Plaza Casa Forte. Depois, conversando com o artista enquanto devorava um café atrás do outro, eu, não ele, Valdonês falou-me da influência que percebe em seu trabalho vinda de Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti, mas eu achei bem nítida a presença de Portinari e dessa desproporção intencional. Colocar as figuras dessa forma é a exposição de uma idéia.


A força mostrada nas proporções - como Portinari


Valdonês é mesmo um homem de idéias. A sua presença é simples, de quem veio do interior do Maranhão mas rapidamente percebe-se que foi se intelectualizando ao longo do caminho da vida. Fluente, com uma visão bem ampla e analítica das coisas ele nos conta com tranqüilidade como começou a desenhar desde os 13 anos. O pai fabricava selas e calçados e ele viveu esse ambiente de artesanato, absorvendo o desejo do belo, as formas, os contornos. Desenhava o Homem Aranha, nesse tempo. Ainda na adolescência começou a devorar os livros sobre arte nas bibliotecas. Não havia o dinheiro para compra-los. Foi aí que descobriu Tarsila e tantos outros nomes, foi conhecendo as cores, a mistura do forte e do suave, as formas, contornos, o efeito do conjunto. Hoje fala dessas coisas com intimidade mas deve ter sido um descobrimento aos 16 anos.


Um cubismo onde o fundo da tela confunde-se com o tema principal - uma visão diferente

As cores de Valdonês são poderosas. Ele consegue trabalhar com uma harmonia de contrastes, jogando as cores umas contra as outras de uma forma ao mesmo tempo provocativa e equilibrada. Não sei se passa muito tempo tomando essas decisões mas deve haver uma certa necessidade de experimento, uma certa necessidade de planejar o que vai ser feito. De fato ele sempre faz um esboço, primeiro em papel, definindo os contornos da idéia e tentando desde o início estabelecer todos os passos. Depois o desenho vai para a tela e finalmente é feita a pintura. Durante o processo a idéia vai sendo modificada, influenciada pela emoção, pelo sentimento. Há uma parte extremamente técnica mas no fim o instintivo marca sua presença, a emoção do artista em sua maior pureza.


O cortador de cana e o cangaceiro - figuras nordestinas

Valdonês nos contou uma coisa interessante. Ele não pinta um quadro que sonhou mas lembra de sonhos depois de realizado o quadro. Olhando para a obra terminada ele apercebe-se de que aquilo fez parte de sonhos passados, coisas do inconsciente. É impossível verificar até que ponto isso é um fato ou um processo mental do artista e na verdade pouco importa. Importa verificar que apesar de todo o planejamento, imperam os movimentos vindos do interior, colhidos na alma e colocados na tela instintivamente, apesar de toda a técnica. É dessa mistura em doses certas que se forja esse artista. Um tempo como motorista de madeireira o levou a conhecer bem a sua região de origem no Maranhão e é o que leva o artista a interpretar as coisas do seu mundo, as figuras que povoam a sua vida e a sua história.


Cores fortes e suaves - harmonia e contraste

A preparação das cores é um trabalho separado. Ele imagina o que deseja e começa o preparo, até que esteja satisfeito. Tem que fazer a quantidade certa pois não conseguirá repetir a fórmula se faltar tinta. Procura evitar o desperdício mas há uma certa inevitabilidade. A outra opção é a falta da cor precisa e a quebra da qualidade do trabalho. Exigente consigo mesmo, Valdonês não se permite deslizes. O resultado é uma composição de cores realmente diferente onde se usa o contraste sem perder a harmonia e o equilíbrio.


Picasso, Portinari, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral - uma influência vigorosa

Valdonês usa as formas do cubismo de Picasso em um trabalho onde confunde as figuras do primeiro plano com o fundo da tela, provocando uma mistura inusitada de grande efeito. Esse trabalho, que exige a dedicação de muito tempo e esforço, serve principalmente para mostrar o grande talento com que o artista lida com as idéias. Não se trata só de um talento com os pinceis. É também um talento criativo e uma enorme profusão de idéias. Qual o efeito disso no observador? Olhar os quadros de Valdonês permite muitas interpretações e muitas divagações, devaneios da imaginação, viagens pelo mundo da mente e das emoções. Ele tem perfeita consciência disso e nenhuma preocupação com o assunto. O quadro é do observador, tanto quanto do autor e cada um o vê com os olhos da alma.


Rostos despidos de detalhes e completos - diferentes fases

Valdonês tem um site organizado e apresenta-se hoje em galerias do primeiro time. É fácil perceber porque ascendeu a isso quando se observa o seu trabalho. Cada quadro mostra o retrato de um personagem da vida mas apresenta também uma técnica sofisticada, uma enorme capacidade interpretativa e um talento exuberante. Os quadros são lindos e podem freqüentar os lugares mais sofisticados e exigentes. Sóbrio e moderno, provocante e tranqüilo e nesse jogo de contrastes, como são as cores de Valdonês, impõem-se como obras de arte da melhor qualidade.


Planejamento e emoção - Valdonês

O artista pretende ir estudar na Europa. Certamente fará sucesso também lá, pela força do seu trabalho. Imperatriz, no Maranhão, onde nasceu, permanece em sua vida e parece-me que jamais deixará de existir como parte integrante do seu mundo. Mas com apenas 33 anos, mulher e dois filhos, é natural que o artista sinta que espaços mais amplos o aguardam e a Europa é um sonho natural. Certamente acontecerá.

Arte em Si - Simone e Almir Carvalho
· Plaza Shopping Casa Forte
· R. Dr. João Santos Filho, 255 - Lojas 1 e 2 - Casa forte - Recife - (81) 3266.5463
· arteemsi@hotmail.com

Valdonês dos Santos Ribeiro
· www.valdones.com




 

PorRê Rodrigues - artista por instinto, encerrando outubro
e Ronaldo Carneiro Leão - feitor



Ajude Cyberartes, compartilhe este artigo com seus amigos:

 
 
 

 

 

 

Procenge